Portugal inaugura centro budista com 60 hectares

Portugal terá um dos maiores centros de retiros do budismo tibetano na Europa

Portugal terá um dos maiores centros de retiros do budismo tibetano na Europa

Portugal inaugura, em Setembro, um dos maiores centros de retiros budistas tibetanos da Europa. Junto a Alcácer do Sal, em Santa Susana, o centro Gephel Ling tem mais de 60 hectares e coloca Portugal na rota internacional do budismo tibetano.

A inauguração do centro é celebrada com um retiro de meditação e ensinamentos, entre 13 e 27 de Setembro, trazendo pela primeira vez a Portugal o mestre Khochhen Rinpoche, um dos mestres tibetanos mais antigos vivos da tradição Nyingma (umas das tradições ou Escolas tibetanas).

Em comunicado enviado ao Boas Notícias, fonte ligada ao centro explica que as deslocações deste mestre à Europa são raras. A sua vinda ao centro Gephel Ling, em Santa Susana, será uma oportunidade única para budistas portugueses e de outros pontos do mundo tomarem contacto com ensinamentos desta linha de budismo.

Gephel Ling é o primeiro grande centro de retiros de budismo Vajrayana tibetano em território europeu. O espaço vai receber cerca de duzentos praticantes no retiro de inauguração, numa propriedade com extensão horizontal de 64 hectares na localidade de Santa Susana junto a Alcácer do Sal. Trata-se de uma iniciativa do CET – Centro de Estudos Tibetanos Pendê Ling, com sede no Estoril, regido pelos mestres ocidentais Lama Chodor e Lama Guyrme (na foto abaixo).

"Qualquer pessoa que possa apreciar uma cultura de paz, de tranquilidade... é bem-vinda", disse o Lama Guyrme

“Qualquer pessoa que possa apreciar uma cultura de paz, de tranquilidade… é bem-vinda”, disse o Lama Guyrme

Centro quer acolher praticantes de todo o mundo

Este novo centro de retiros resulta da aspiração destes Lamas de que Portugal tenha um pólo de promoção da cultura tibetana e dos ensinamentos do Buda e também um centro de retiros com capacidade para albergar, com conforto, praticantes provenientes de vários pontos de Portugal e do mundo para receberam ensinamentos específicos das Tradições Nyingma e Kagyu do budismo tibetano.

Considerando o potencial do turismo religioso (cerca de 300 milhões de turistas religiosos por ano no mundo), a crescente comunidade de praticantes de meditação budista em Portugal e o número de budistas que fazem turismo pelo mundo, o centro Gephel Ling revela-se uma auspiciosa alavanca que ajudará a colocar Portugal na rota dos centros de retiros budistas da Europa, trazendo também benefícios para a população e economias locais do concelho de Alcácer do Sal.

Os Lamas regentes prevêem organizar três a quatro retiros internacionais por ano no centro Gephel Ling.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *