Superávit de 431 milhões de euros no 1º trimestre

Portugal atinge superávit

Portugal atinge superávit

Portugal melhorou sua conta de resultados durante o primeiro trimestre do ano e o balanço entre despesas e receita do Estado, da Seguridade Social e das outras entidades públicas trouxe um superávit de 431 milhões de euros.

Assim se vê nos dados preliminares facilitados pelo Governo português, que apontam para que as medidas de austeridade recolhidas nos sucessivos pacotes aprovados até o momento no país deram alguns frutos.

O saldo da execução orçamentária destes três primeiros meses voltou ao terreno positivo este ano e ficou longe do déficit de 1,311 bilhão de euros com o qual se fechou o primeiro trimestre de 2010.

Por capítulos, o maior mudança foi registrada na conta de resultados do Estado, cujo déficit se contraiu 60% para 1,019 bilhão de euros (2,548 bilhões de euros em 2010).

Na Seguridade Social, o balanço entre receita e despesa melhorou quase 20%, para atingir um superávit de 871 milhões de euros.

Uma melhoria similar à registrada na execução das outras de entidades públicas portuguesas, entre elas o Sistema Nacional de Saúde, e que aumentou 15%, para 579,6 milhões de euros.

Segundo o Governo português, a receita fiscal cresceram também 15% entre janeiro e março, enquanto a despesa efetiva do Estado caiu 3,7%.

Dentro desta última verba, foi especialmente significativa a queda nas despesas de pessoal, que caíram 8,2%.

Estes números foram comemorados pelo ministro de Presidência portuguesa, Pedro Silva Pereira, que em entrevista concedida à televisão pública portuguesa qualificou a execução orçamentária de “excelente” e “melhor do que a prevista”.

O ministro lembrou que “nunca antes” Portugal tinha registrado uma diminuição do gasto público tão relevante e a considerou uma prova de que “os esforços dos cidadãos está dando resultados”.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *