Cidade de Ermesinde

Bandeira Ermesinde

Bandeira Ermesinde

HISTÓRIA

As poucas referências que existem, sobre o seu passado remoto, dizem-nos que, a antiga freguesia de S. Lourenço de Asmes, passou a ser oficialmente designada Ermesinde a partir da implantação da República (1910). Sabe-se que em 1911 a Junta da Paróquia de S. Lourenço de Asmes, como era então conhecida, presidida por Amadeu Vilar, requereu ao Governo Provisório que o nome oficial da povoação fosse Ermezinde.

D. Rodrigo da Cunha, no catálogo dos Bispos do Porto, editado em 1625, referindo-se às igrejas e Ermidas da Diocese diz: ” S. Lourenço de Asmes, capela de S. Silvestre, 145 habitantes”. O orago São Lourenço é de origem remota, aparecendo Asmes por alterações toponímicas de carácter linguístico, de Azomes (1258), Azenes (1519) e Açomes (1706). De fato no Foral que D. Manuel I concedeu à Maia em 19 de Maio de 1519, referindo-se às freguesias do concelho aparece pela primeira vez o nome Azenes. Segundo um documento do Século XI, o convento de Águas

Brasão de Ermesinde

Brasão de Ermesinde

Santas possuía 17 casais em S. Lourenço de Azomes, integrado em Alfena e vila Gonçalo (Formiga). Nesta data já existiria não só o lugar de Azomes, mas também o de Ermezenda.

Nas inquirições de 1258 mandadas fazer por D. Afonso III, há uma referência a ” um indivíduo de Ermezenda que prestou esclarecimentos sobre baldios nas terras da Maia, para organizar os reguengos da Coroa nesta região”.

Etimologicamente o topônimo Ermezinde é de origem Germânica e significa “caminho íngreme”. Mas há ainda outra explicação para este nome. Pelo século IX, no ano de 890, aparece uma D. Ermezenda, filha de D. Gundezindo, donatário desta região e que fez ao demolido convento dos beneditinos de Rio Tinto, importantes doações. D. Ermezenda, pertencia ao convento das monjas de Rio Tinto e seria senhora das terras onde se encontra o lugar de Ermesinde, integrada em Alfena, a dois quilómetros do lugar onde existiu o convento. O nome do lugar seria então Terras de D. Ermezenda, e começaria a povoar-se com os casais dessa senhora.

A construção das vias do caminho de ferro do Douro e do Minho em 1875, escolhendo uma zona praticamente despovoada, para bifurcação das duas linhas deu à estação o nome do núcleo mais importante da povoação que nesse tempo era o lugar de Ermesinde.

Esta zona começou então a povoar-se, rapidamente, com o movimento da estação, tendo o nome de Ermesinde, começado a ser cada vez mais conhecido, ultrapassando o de S. Lourenço de Asmes, nome verdadeiro da freguesia.

A freguesia de Ermesinde foi criada com a reforma administrativa de 1836, sendo parte desanexada da freguesia e sede do concelho – Alfena e outra com junção de vários lugares sob administração dos conventos de Águas Santas e Rio Tinto.

Ermesinde foi elevada à categoria de Vila em 12 de Junho de 1938. Em 27 de Outubro de 1979, criou-se, o Bairro Administrativo de Ermesinde, cuja área de intervenção, foi definida pelo Executivo Camarário. Em 13 de Julho de 1990, a Assembleia da República, por unanimidade, aprovou a passagem de Ermesinde a cidade.

Beneficiando de uma privilegiada localização, esta urbe sofreu nos últimos anos um crescimento e uma evolução notável, em que as intervenções do Programa Polis em muito ajudaram. Foram efectuadas melhorias consideráveis em cerca de 30 hectares de núcleo central da cidade, entre a Igreja Matriz e o antigo Edifício da Repartição de Ermesinde da Câmara Municipal de Valongo, passando pela área adjacente à Estação dos Caminho-de-ferro.

A principal motivação desta intervenção centrou-se numa forte aposta na valorização ambiental, tendo fomentado a criação e beneficiação de espaços públicos e a recuperação e construção de raiz de edifícios vitais para o desenvolvimento da cidade, conduzindo a uma área central mais ampla e convidativa, evitando a degradação verificada em muitos locais da cidade.

Deste modo, perspectivou-se para a cidade e seus habitantes uma melhoria significativa da qualidade de vida.

Localização de Ermesinde

Localização de Ermesinde

LOCALIZAÇÃO

Implantada na parte Noroeste do Concelho de Valongo e a meia dúzia de quilómetros da cidade do Porto, Ermesinde confronta a Norte com a freguesia de S. Pedro Fins (Maia), a Oeste com a freguesia de Aguas Santas (Maia), a Este com a freguesia de Valongo, a Nordeste com a freguesia de Alfena e a sul com a freguesia de Baguim do Monte (Gondomar).

Atravessada pelo rio Leça , e abrangendo uma área de cerca sete quilómetros quadrados, esta cidade apresenta uma topografia pouco acidentada, com uma altitude média que ronda os noventa metros. O seu ponto mais elevado encontra-se no Lugar da Formiga (com cerca de 140 metros de altitude), ao passo que a cota mais baixa será atingida nos lugares da Cancela e da Travagem.

Ermesinde é uma freguesia e cidade do concelho de Valongo, pertencente ao Distrito do Porto, região Norte de Portugal.

Pertence à área metropolitana do Porto e encontra-se a 9 km a nordeste desta cidade. É a menor das cinco freguesias do concelho de Valongo com 7,42 km², com cerca de 38798 habitantes, fazendo com que a sua densidade populacional exceda os 5000 hab/km².

É a cidade e a freguesia mais populosa do município de Valongo, sendo freguesia desde apenas desde 1836 por altura em que a Câmara Municipal estava em Alfena.

A freguesia de São Lourenço de Asmes foi resultado da desanexação da parte sul da freguesia de Alfena e foi elevada a vila em 1938. No primeiro quartel do século XX era tida como promissora estância de repouso, tal o sossego e enquadramento rural que oferecia. Em 1990, Ermesinde foi elevada a cidade.

De ressalvar a Estação de Ermesinde, ponto focal do Entre Douro e Minho, que serve muitos dos habitantes da região na Linha do Douro, Linha do Minho e Linha de Leixões.

Ao nível das acessibilidades, Ermesinde pela sua privilegiada localização, beneficia em muito por estar perto dos principais eixos viários da região. A A4, que tem aqui as respectivas portagens, A3 e A41 que passam relativamente perto, são disso o melhor exemplo.

Muito importante também ao nível dos acessos é a linha de Caminho-de-Ferro do Minho e do Douro, assim como o ramal de Leixões, tornando Ermesinde numa importante estação e o Aeroporto Francisco Sá Carneiro que se encontra relativamente perto, no vizinho concelho da Maia.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *