Cidade de Elvas

Bandeira de Elvas

Bandeira de Elvas

HISTÓRIA

Os Godos e os Celtas terão sido os primeiros povoadores desta autêntica “cidade-fortaleza”, que hoje se estende para além das suas muralhas em forma de estrela.

Os Romanos deram-lhe o nome “Helvas”. Em 714, os Árabes conquistaram-na, deixando estes primeiros tantas marcas da sua presença que algumas ainda perduram até aos nossos dias.

No reinado de D. Afonso Henriques, mais precisamente em 1166, Elvas foi conquistada aos Mouros pela primeira vez. Posteriormente foi reconquistada e perdida de novo, sendo integrada definitivamente em território português por D. D.Sancho II, em 1229.

O primeiro foral foi-lhe outorgado no mesmo ano, por D. Sancho II; teve um novo foral em 1513, concedido por

Brasão de Elvas

Brasão de Elvas

D. Manuel I de Portugal, que marcou a elevação de Elvas à categoria de cidade.

A 14 de janeiro de 1659, as suas linhas de muralhas e os fortes de Santa Luzia e da Graça tiveram um papel defensivo importante no desfecho da Guerra da Restauração, na Batalha das Linhas de Elvas.

LOCALIZAÇÃO

Elvas fica situada no Distrito de Portalegre, na região do Alentejo e na sub-região do Alto Alentejo, com cerca de 15 900 habitantes (2011). Elvas, e juntamente com a cidade de Portalegre as capitais da CIMAA – Comunidade Intermunicipal do Alto Alentejo que engloba 15 municípios e cerca de 120 mil habitantes.

É sede de um município com 631,04 km² de área e 23 078 habitantes (Censos 2011), subdividido em 11

Localização de Elvas
Localização de Elvas

freguesias.

O município é limitado a norte pelo município de Arronches, a nordeste por Campo Maior, a sudeste por Olivença e pelo município espanhol de Badajoz, a sul pelo Alandroal e por Vila Viçosa e a oeste por Borba e por Monforte.

Às portas de Espanha, distando apenas 8 km (em linha reta) da cidade de Badajoz, Elvas foi a mais importante praça-forte da fronteira portuguesa, a cidade mais fortificada da Europa, tendo sido por isso cognominada “Rainha da Fronteira”. Elvas e Badajoz preparam o futuro para criar uma única cidade com o nome de Eurocidade Elvas-Badajoz.

Elvas alberga o maior conjunto de fortificações abaluartadas do mundo. É também conhecida como “Cidade Monumental” ou “Cidade Museológica”.

O clima em Elvas, de feição mediterrânico, apresenta uma secura estival acentuada e um Outono e Inverno pluviosos, obviamente, não tão pluviosos como em certas regiões do país, de superior altitude ou mais próximas da influência oceânica.
Deste modo, os Verões apresentam temperaturas bastante elevadas chegando facilmente a atingir os 45°C (máximo registado 50°C em Julho de 2006) e em contrapartida, os Invernos são muito frios e com frequentes geadas (muitas vezes atingem-se temperaturas negativas durante as noites e queda de granizo), o que determina uma amplitude de variação térmica anual de cerca de 20°C.

É uma cidade de caracter fortemente turístico, sendo visitada anualmente por cerca de 500 mil pessoas. Pelo Posto de Turismo de Elvas, localizado na Praça da República, passam anualmente cerca de 50 mil turistas.

Repleta de pontos turísticos de interesse, sejam eles monumentais, museológicos, históricos, religiosos e até mesmo a nível econômico, Elvas é a Capital do Turismo do Norte Alentejano, sendo então juntamente com Évora as duas cidades mais importantes a nível Turístico no Alentejo.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *