|

Cidade de Amora

Bandeira de Amora

Bandeira de Amora

HISTÓRIA

A história da Amora começa no tempo em que o Seixal se formou, no tempo dos Romanos, onde se faziam trocas entre as duas povoações, sendo uma povoação mercante, após as invasões árabes em 711, Amora era uma zona de Quintas com vastas hortas, principalmente comvinhas e amoreiras (provavelmente originou o nome “Amora”), no qual se mantiveram até ao fim da construção da Ponte 25 de Abril em 1966, conservando nas actuais ruas, o seu antigo nome. Aquando do foral do Seixal, em 1836 pela rainha D. Maria II, a localidade de Corroios sempre fez parte da Freguesia da Amora até se tornar Vila em 1993, tornando-se uma Freguesia independente da Amora, partilhando traços comuns com Almada e Amora. A família real vinha a dois sítios comuns, o palácio do Príncipe D. Augusto, filho de D. Maria II, que se localiza perto da Quinta da Princesa, no local da Quinta original, do séc. XVIII, local onde el-Rei D. Carlos caçava. Mais recentemente, no século XX, ocorreu uma urbanização

Brasão de Amora

Brasão de Amora

rápida, com vinda de gente algarvia e alentejana após 1966, tal como Almada, após o 25 de Abril, vieram muitos retornados, africanos e colonizadores, onde se instalaram perto do Parque das Paivas, “Pulmão Verde” da Amora.

Após a queda do Comunismo em 1990, vieram vários imigrantes da Europa de Leste, nomeadamente ucranianos e russos. Existem várias etnias, destacando brasileiros, angolanos,ciganos, cabo-verdianos, indianos e moçambicanos de origem indiana, chineses, além dos imigrantes de Leste.

Localização da Cidade de Amora

Localização da Cidade de Amora

LOCALIZAÇÃO

A Freguesia de Amora goza de uma situação geográfica privilegiada. Possui uma grande área que é banhada por dois braços do rio Tejo (um que termina a Nordeste, em Corroios e o outro a Sul, na Torre da Marinha) e que, portanto, facilita o contacto com o exterior, por via fluvia. Por via terrestre foi sempre um ponto de passagem importante entre Cacilhas e o Sul (Azeitão, Setúbal e Sesimbra), funcionando como parte do corredor que liga a capital ao Sul do País.

A Freguesia de Amora pertence ao Concelho do Seixal. É limitada a Norte pela enseada do rio Tejo, a Oeste pela Freguesia de Corroios, a Sul pelo Concelho de Sesimbra e a Este pela enseada do Tejo, rio Judeu e Freguesia de Arrentela.

COMPARTILHAR A NOTICIA

Deixe um comentário